É fato que madrinhas, tias e amigas acabam mimando os pequenos mais do que os próprios pais. E para verificar a veracidade desta máxima, foi feita uma pesquisa relatando o impacto das compras dessas verdadeiras fadas madrinhas no mercado de luxo infantil.

De acordo com um levantamento feito pela consultora Shopper Experience, as Panks, sigla utilizada para definir esse tipo de consumidoras na Europa e nos EUA, estão presentes e também influenciam o setor no Brasil.

Mas, diferente do mercado europeu e norte-americano, onde as Panks são, em sua maioria, tias, no Brasil elas são, predominantemente, madrinhas.

A pesquisa revelou que 79% das clientes solteiras que compram produtos infantis de luxo o fazem mensalmente; 18% semanalmente; e 3% duas vezes por semana.

Além disso, enquanto as estrangeiras preferem roupas de grife, as brasileiras comprar mais brinquedos caros e cosméticos, como perfumes, xampus e até mesmo fraldas; e um fato curioso é que no Brasil, as consumidoras também fazem doações para crianças carentes com os mesmos produtos luxuosos.

Sem mais artigos