Apesar do preconceito ter aumentado, a pesquisa norte-americana traz um consolo: 79% dos entrevistados disseram que já receberam manifestações de apoio de americanos de outras religiões.

"Esse dado mostra que, apesar de estarmos atravessando um período traumático, ainda há esperança se americanos que apóiam a tolerância conseguirem falar mais alto do que uma minoria que incentiva a divisão na sociedade", disse o diretor-executivo do Cair, Nihad Awad.

Atualmente, cerca de sete milhões de muçulmanos vivem nos Estados Unidos.

Leia mais:
EUA: 11 de setembro completa 6 anos
Para professora da USP, 11/9 acordou os EUA

Sem mais artigos