Situada na Região Serrana do Rio
de Janeiro, Petrópolis já é uma referência no mercado de festas de casamento.
Isso é decorrência de diversos fatores, e um deles é a qualidade dos serviços
oferecidos por empresas locais que atuam no ramo. Um exemplo recente do nível
de excelência alcançado por profissionais que trabalham para transformar em
realidade o sonho de inúmeros casais foi a entrada de Giovani Garcia em um
ranking que reúne os melhores fotógrafos de casamento do mundo. Nascido em
Petrópolis, Giovani é o sexto brasileiro a entrar na lista da Best of Wedding
Photograph – Melhor da Fotografia de Casamento, associação internacionalmente
conceituada.

Em papo com o Virgula, Giovani Garcia disse considerar que sua inclusão na
associação é reflexo do compromisso em fazer registros simples e verdadeiros de
um casamento, aproveitando o que pessoas e lugares envolvidos têm de mais
especial. “Essa inclusão é um grande sinal de que estamos no caminho certo e
que precisamos continuar. E também que nossos conceitos mudam às vezes, mas a
identidade continua. Considero como um prêmio para minha equipe”, afirma.

Aos 32 anos, Garcia conta que a fotografia surgiu em sua vida inicialmente de
forma lenta. Ainda muito jovem começou a trabalhar em um laboratório
fotográfico como office-boy, fazendo entregas de filmes e revelações. Mas o
encanto pela arte da fotografia começou mesmo quando ele passou a trabalhar
dentro do laboratório, vendo acontecer toda a “mágica” que envolve o processo. “A
partir daí, pensei: ‘Por que não eu mesmo crio essas imagens? ’”, relembra.
Mesmo com o interesse no ramo, Giovani ainda cursou Direito e Jornalismo, mas
largou ambas as faculdades e passou a participar de cursos e workshops de
fotografia.

O profissional, que considera a conexão com os noivos e convidados como algo
imprescindível para a produção de belas fotos, revela as tendências do momento
na fotografia de casamento, conhecidas como Destination Wedding e Trash the
Dress. Na primeira o fotógrafo acompanha o casal na viagem de lua de mel para
registrar cliques além dos tradicionalmente capturados na cerimônia e na festa.
Já a segunda faz referência às fotos despojadas nas quais noivo e noiva
literalmente sujam fraque e vestido para fotos feitas em ambientes
descontraídos: na areia da praia, no mar ou em uma piscina, por exemplo.

Giovani não tem dúvidas ao comentar as razões pelas quais cada vez mais casais
vêm procurando Petrópolis para festas de casamento: “Eu já fiz casamentos em alguns lugares
do Brasil, e se fosse escolher um lugar para uma festa, seria Petrópolis. A
cidade é linda, temos bons hotéis sempre bem preparados, pois é uma cidade turística.
Os profissionais do ramo trabalham com prazer e têm ótimas qualidades. Temos
uma boa combinação: valor justo, cenário perfeito e bom atendimento. Por isso
Petrópolis vem sendo referência no mercado”.

Confira no álbum acima alguns dos trabalhos de Giovani Garcia.

Petropolitano entra em grupo internacional dos melhores fotógrafos de casamento

Sem mais artigos