A Alemanha é um dos únicos países que realmente luta pelo controle do lançamento de gases na atmosfera. Na reunião do G-8 entre os dias 6 e 8 de junho, ela queria metas numéricas específicas que fixasse 2ºC como o máximo tolerável para o aumento da temperatura média no planeta. Assim, seria necessário cortar pela metade, sobre os níveis de 1990, a emissão dos gases do efeito estufa até 2050.

Os Estados Unidos vetaram as medidas. O Brasil, Índia e China não aceitaram uma distribuição igual da carga pelo combate à mudança climática entre países ricos e em desenvolvimento porque afirmam que foi e ainda é o mundo desenvolvido o maior responsável pelo problema.

Sendo assim, a cúpula do G8 terminou a reunião reconhecendo o óbvio: a necessidade de "reduzir substancialmente" a emissão dos gases que provocam o aquecimento global.

Alguém ainda acha que isso vai acontecer? Utopia.

Congonhas: Justiça restringe pousos e decolagens

Sem mais artigos