Nesta terça-feira (31) é o Dia Mundial Sem Tabaco.  Os riscos causados pelo cigarro são inúmeros, mas um deles em específico pode fazer com que algumas mulheres que lutam para ter aquela pele incrível repensem esse vício.

O Virgula Lifestyle conversou com a dermatologista Carolina Ferolla, sobre os riscos que o cigarro traz à pele. Um dos principais danos é o surgimento de vasos sanguíneos. Sabe aqueles indesejados vasinhos que aparecem nas pernas?

“O cigarro aumenta a formação de radicais livres e age nas pequenas artérias (arteríolas) que são responsáveis pela irrigação da pele. Isso diminui os nutrientes e o oxigênio e a síntese de colágeno, causando uma alteração na vasodilatação e o envelhecimento da pele, dando a ela aquele aspecto amarelado”, explica Dr. Ferolla.

Essa vasodilatação, segundo a dermatologista, também pode piorar o aspecto das olheiras. “Tudo isso, pensando mais nos danos causados no interior do corpo. Também é importante ressaltar que os movimentos constantes feitos pelos fumantes acentuam as rugas de expressão, principalmente ao redor da boca, dos olhos e do sorriso”.

E o como o dermatologista pode ajudar a amenizar esses danos na pele? Carolina Ferolla aponta que o primeiro passo é renovar essa pele, o que pode ser feito através da aplicação de  ácidos, peelling ou laser, por exemplo. “Feito isso, diminuímos a formação de radicais livres, aumentando os nutrientes e o oxigênio. E claro, é necessário que a pessoa abandone o cigarro, para um resultado eficaz”.

Inspire-se nos famosos que largaram esse vício.



Sem mais artigos