A movimentada e badalada rua Augusta em São Paulo não para nunca. A luz do dia exibe seus comércios e escritórios. A noite, a agitada cena noturna da região não deixa ninguém dormir. Ou pelo menos não deixava até agora.

Acaba de inaugurar na rua Augusta, em uma galeria próxima a avenida Paulista uma loja que vende cochilo. A ideia parece estranha no início, mas pensando bem, não é nada má. Em uma rua que não dorme de uma cidade que não para, nada mais precioso que o descanso. Mesmo que breve.

O estabelecimento é equipado com quatro cabines dotadas de luz negra, cama em forma de “S” e fones de ouvido que tocam música clássica ou sons da natureza. O tempo de descanso pode variar de 15 minutos até uma hora, com preços que vão de $15 a $30.

 

Sem mais artigos