Pais que tiveram bebês prematuros sabem como é dolorido assistir à luta pela vida dessas crianças, em incubadoras e UTIs neonatais. Todo avanço e conquista são comemorados em meio à fragilidade do cotidiano desses pequenos guerreiros. Mesmo assim, o nascimento prematuro não qualifica uma sentença fatal: existe esperança em todos os casos, bem como um mundo de possibilidades, ainda que com algumas cicatrizes.

Essa foi a proposta do fotógrafo canadense Red Méthot, que criou a série “Les Prémas”, com o antes e depois de crianças que nasceram prematuras. Red sentiu essa dor na pele, quando precisou internar os dois filhos que nasceram prematuros. A ideia do fotógrafo era justamente mostrar a evolução e superação dos bebês, como ele próprio pode assistir com sua família.

As fotos do dia do nascimento dos pequenos são um pouco desconcertantes, já que revelam uma fragilidade absurda dentro das incubadoras. Dói o coração, mas é igualmente bonito e emocionante poder ver como estão esses bebês hoje em dia. Fortes, saudáveis e felizes, o que já é incrível!

Vem dar uma choradinha com a gente:

Sem mais artigos