Orgulhosa de suas curvas, Tyra Banks enviou, na última terça-feira (15) uma carta ao jornal “The Daily Beast” elogiando a atitude da revista “Vogue”, que baniu modelos magras demais de suas páginas.

“Para as modelos de todo o mundo, quero celebrar o recente anúncio inovador da Vogue. Os 19 editores internacionais da Vogue comprometeram-se a proibir modelos que ‘parecem ter um distúrbio alimentar’ de suas páginas, para criar condições saudáveis de trabalho nos bastidores. Isso pede um brinde em um churrasco com hambúrgueres!”, inicia-se a carta da apresentadora do “American Next Top Model”.

No texto, Tyra conta sobre a sua própria experiência, que também já foi rejeitada de muitos trabalhos por causa de suas curvas. “Minha agência deu à minha mãe um alista de designers que não me queriam mais em seus desfiles de moda”, relatou ela, que contou que apenas conseguiu erguer a cabeça com ajuda de sua mãe.

“Quando minha mãe limpou minhas lágrimas do rosto, ela me disse: ‘sabe o que faremos com isso? Nós vamos comer uma pizza!”, escreveu ela, que ressaltou que mesmo não seguindo os padrões exigidos pela moda, ela conseguiu ser uma supermodelo e, posteriormente, uma empresária de sucesso.

Por fim, ela termina a carta fazendo um apelo às mães de todo mundo que eduquem suas filhas para que não sejam vítimas da magreza extrema. “Podemos mostrar para nossas filhas diversas imagens de mulheres bonitas com curvas, altas e baixas (…) Ensine-a a amar a si mesma e tudo o que faz dela um pessoa única”, pediu Tyra.

 

Sem mais artigos