Barrigas chapadas, bumbum sarado, nada de estrias e celulites… Muitos anúncios e propagandas de lingeries ainda nos colocam para baixo em relação ao nosso próprio corpo. Por que a vida real é tão diferente desses retratos plásticos de mulheres que cabem em qualquer calcinha ou sutiã apertado? Tem alguma coisa errada, aí.

A culpa está nos programas de edição que criam verdadeiras bonecas de plástico, mulheres que não existem do lado de cá. Uma marca australiana de lingeries ficou de saco cheio de tanta enganação e resolveu banir o Photoshop de todas as modelos, sem conversa. Tudo o que a gente queria, né?

Kristy Chong, fundadora da marca, reforça que as mulheres que estrelam suas campanhas são iguaizinhas na vida real. Elas têm barriguinha saliente, estrias, celulites… Gente como a gente, mesmo. Para Kristy, nenhuma dessas marcas é feia ou vergonhosa para passarmos uma borracha computadorizada por cima. São detalhes que fazem parte de nós e precisam ser celebrados, encorajados e empoderados.

Afinal, nada melhor do que se apaixonar por aquilo que vemos refletido no espelho, né?

“Por muito tempo existiu essa pressão sobre as mulheres. Eu sei que a aceitação do próprio corpo é um processo difícil para a gente, por isso é tão importante que as marcas e outras empresas participem desse movimento, banindo os filtros e o Photoshop. A ideia é reforçar ideais de beleza diversos e reais, o contrário do que vemos hoje em dia”, emenda a fundadora da Modibodi Australia.

Veja algumas fotos inspiradoras aqui na galeria!

Sem mais artigos