A atriz francesa Audrey Tautou, mais conhecida por Amélie Poulain, personagem que a tornou famosa mundialmente em 2001, voltou aos cinemas com uma interpretação longe da doçura pela qual todos a reconhecem. Em Thérèse Desqueyroux, filme que foi apresentado no domingo (27), último dia do Festival de Cannes, a atriz interpretou um papel mais denso, como em Coco antes de Chanel, de 2008.

No longa-metragem, dirigido por Claude Miller, que morreu em abril deste ano, Tatou vive uma jovem com ideias avançadas, que se casa com um fazendeiro de comportamento repressor, no sudoeste da França. A protagonista tem um rico mundo interior que não expressa, já que as convenções dos anos 20 a proíbem.

A atriz diz que se preparou muito para o papel, tentando compreender a personagem por completo. Para ela, o maior desafio foi apagar a imagem doce que a acompanhou em outros filmes.

A atriz contou que em sua carreira procura sempre novidades e desafios, mas para não decepcionar os que admiram o seu trabalho em papéis mais doces, a francesa revelou que está gravado uma comédia chamada L’écume dês jours, dirigida por Michel Gondry.

Sem mais artigos