Conhecido por fazer um Carnaval luxuoso e original, o carnavalesco Paulo Barros, da Unidos da Tijuca saiu em defesa, em seu Facebook, neste sábado (09), da escola de samba Unidos da Vila Santa Tereza que desfilou, na sexta-feira (08), com bateristas sem fantasias, no Sambódromo carioca. O fato gerou muitas críticas entre os sambistas.

A escola é do Grupo de Acesso e teve uma verba muito pequena para realizar seu Carnaval. Foi a falta de dinheiro que fez com que os integrantes da bateria desfilassem sem fantasia. Mas mesmo assim, muita gente saiu criticando a Vila Santa Tereza. Paulo foi categórico na defesa da agremiação: “Chega de esmolas para o Grupo de Acesso “.

Ele desabafou: “Muito me espantou, no desfile da madrugada passada, as pessoas fazendo diversos comentários sobre a ‘bateria sem fantasia’ da escola de samba UNIDOS DE VILA SANTA TEREZA. Será que as pessoas esquecem da ‘miséria’ que essas escolas recebem? Se preocupam com a festa, luxo, fantasias, bastidores, frisas, fofocas e etc. Organizadores assinando contrato de transmissão… Pra ver o que? Escolas de samba desfilando aos pedaços? Desculpem, é mais forte que eu, se fosse a minha bateria, DESFILAVA NUA! Queria ver transmitir… CHEGA DE ESMOLAS PARA OS GRUPOS DE ACESSO!!!! PRESIDENTES… TOMEM VERGONHA NA CARA E RESPEITEM SUAS BANDEIRAS!”

Abaixo veja a bateria atrás da pasissta sem fantasia:



Sem mais artigos