Pelo segundo dia consecutivo, a Vila Madalena foi palco para a folia de rua, tendo como convidados especiais mais de duas mil pessoas. Partindo da Rua Rodésia, o trio elétrico levou robusta aparelhagem de som para propagar as deliciosas marchinhas da Confraria do Pasmado.

Músicos muito empolgados, talvez refletindo a energia do público, mandaram aquelas classiquíssimas Índio quer Apito e Vou Festejar, entre muitas outras. Teve espaço até para uma “homenagem diferente” à Copa do Mundo com letra que citava a já nomeada Musa da Copa 2014: “Vai, Fernanda Lima, mata no peito e vem sambar aqui na Vila”.

Segundo o puxador, “O que leva o povo pra rua é o Carnaval”. E não podia ser mais verdade. Sol e calor, que também dava tempo para um céu nublado e alguns ventos gelados, armavam um clima perfeito dando aquela refrescada entre uma sambada e outra.

O início, por volta das 15h, ainda teve um “esquenta” bem digno do Bloco Skol, que antes da Confraria, trouxe samba-samba para a galera que chegou mais cedo, ou alguns que vararam a noite, já que a Vila das Vilas já teve no dia anterior outros grupos se apresentando.

Veja mais fotos na galeria acima!

Sem mais artigos