Abram alas para Gabriela, Perpétua e Dona Flor. As personagens mais famosas de Jorge Amado estarão na Marquês de Sapucaí para defender o verde e branco da escola de samba Imperatriz Leopoldinense, do Grupo Especial do Rio de Janeiro.

Com o enredo “Jorge, Amado, Jorge”, a agremiação de Ramos pretende trazer para passarela do samba a trajetória de um dos maiores escritores brasileiros através de um mergulho profundo na história do criador de clássicos como “O País do Carnaval”, “Capitães de Areia” e “Tieta do Agreste”.

Da infância na Bahia até a chegada ao Rio de Janeiro, o carnavalesco Max Lopes promete homenagear o poeta com um desfile luxuoso e cheio de cor. O objetivo é um só: conquistar o título de campeã do Carnaval 2012.

Se depender da garra da comunidade, o caneco já é da Imperatriz. Neste sábado (28), a escola invadiu a Sapucaí para mais um ensaio técnico. Uma prévia do que poderá ser visto foi apresentada para a plateia que lotou as arquibancadas.

Luiza Brunet, rainha de bateria da escola há 17 anos, foi o grande destaque da noite. A modelo e empresária não economizou na fantasia. Caracterizada como Iemanjá, a rainha do mar, Luiza brilhou na passarela do samba na noite em que a Imperatriz Leopoldinense homenageou o poeta baiano que nunca quis a fama: “não nasci para famoso nem para ilustre, não me meço com tais medidas, nunca me senti escritor importante, grande homem: apenas escritor e homem”.

Sem mais artigos