Homenageando o bloco Cacique de Ramos, um dos mais tradicionais do Rio, Renata Santos veio fantasiada de índia à frente da bateria da Estação Primeira de Mangueira que ousou ao fazer uma “paradinha” histórica. 

Durante três minutos, os percusionistas pararam de tocar e apenas o cantor Dudu Nobre assumiu a tarefa de cantar o samba, em ritmo de pagode, numa alusão ao bloco homenageado. O público foi ao delírio e acompanhou o sambista.

A Estação Primeira de Mangueira foi a quarta escola a passar pela Marquês de Sapucaí nesta segunda-feira (20).

 

Sem mais artigos