Veja uma lista com alguns dos gays mais divertidos do cinema

Marcello Antony é um um cirurgião plástico gay em

O marroquino Abedellah Taia estreou nessa terça-feira (3), na Itália, o primeiro filme árabe com um protagonista gay. Salvation Army é baseado em um romance homônimo e autobiográfico de Taia e foi rodado na França e no Marrocos.

Abdellah Taia foi ainda a primeira pessoa a se declarar abertamente homossexual na história do Marrocos, em 2006. No país, a homossexualidade é um crime e pode levar à prisão. “Voltei ao país para gravar e me deixaram entrar. Se fizessem algo contra mim, seria um risco para eles também”, disse em entrevista à agência de notícias Ap.

Na opinião do cineasta, que hoje vive em Paris, seu sucesso na literatura o protegeu de possíveis represálias. “No Marrocos, eu jamais poderia ter publicado um livro ou sequerer querer ser um cineasta. Todos ririam de mim”, conta.

Entretanto, Abdellah é otimista quanto ao futuro dos direitos civis dos homossexuais no mundo árabe. Ele acredita que as revoluções da Primavera Árabe ajudaram a criar um clima de mudança na região. “Talvez meu filme ajude alguns gays e lésbicas árabes a enfrentar a realidade e ter algum tipo de suporte”, disse Taia. “Acho que já é hora de libertar os homossexuais de lá e perceber que eles são, também, árabes.”

Cineasta marroquino lança primeiro filme árabe com protagonista gay

Sem mais artigos