Não, não é oportunismo. A diretora Kathryn Bigelow e o roteirista Mark Boal, que ganharam um Oscar por Guerra ao Terror, já trabalhavam desde o ano passado em um projeto chamado Kill Bin Laden.

A diferença é que o roteiro, que inclusive já estaria pronto, é centrado em uma operação fracassada para matar o líder da Al Qaeda. E agora, caso Boal decida atualizar os fatos, a produção pode atrasar.

Em janeiro deste ano, representantes do roteirista negaram que o filme fosse sobre o terrorista, mas, depois do anúncio da morte de Bin Laden, o site Deadline confirmou não só o nome provisório do filme como também o mais forte candidato a interpretá-lo. De acordo com o site, Bigelow quer no papel o australiano Joel Edgerton, que também está sendo cotado para Snow White and the Huntsman, ao lado de Kristen Stewart.

A projeção inicial era de que as filmagens começariam no verão norte-americano, a partir de junho, mas não se sabe se os acontecimentos na vida real vão afetar de alguma maneira esses planos. De qualquer forma, a produção já tem até financiamento, garantido pela produtora Megan Ellison.

Tríplice Fronteira

Já o outro projeto de Bigelow, o tão comentado Triple Frontier, não tem previsão de sair do papel tão cedo.

O roteiro está pronto e as locações, na tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina foram escolhidas. Mas o elenco permanece indefinido, apesar da confirmação de Tom Hanks e do interesse declarado dos atores Sean Penn, Will Smith, Christian Bale, Johnny Depp e Javier Bardem.


Diretora de Guerra ao Terror prepara filme sobre caçada a Bin Laden

Sem mais artigos