Um tribunal federal americano determinou que os herdeiros do cocriador de personagens da Marvel não têm direitos sobre o “direitos autorais” das obras, segundo informou a publicação Variety.

O caso foi apresentado pelos herdeiros de Jack Kirby, cuja empresa era detentora dos direitos autorais de O Quarteto Fantástico, Os Vingadores, O Incrível Hulk e do Homem Aranha, que desenvolveu para a Marvel entre 1958 e 1963.

Os litigantes queriam retomar seus direitos sobre a propriedade intelectual de Kirby que se transformou em uma lucrativa fonte de renda nos últimos anos graças a adaptação de suas histórias para o cinema.

A juíza Colleen McMahon considerou, no entanto, que a reivindicação dos herdeiros de Kirby carece de base, já que o artista foi contratado pela Marvel.

A legislação não permite que os criadores contratados por incumbência e sob salário reivindiquem os direitos autorais por sua obra, algo que é extensível a seus herdeiros.

Sem mais artigos