O desenhista de história em quadrinhos e roteirista francês conhecido como Fred, pai de Philemon, Le Petit Cirque, e L’histoire du corbac aux baskets, morreu em Paris aos 82 anos, informou nesta quarta-feira (3) a editora Dargaud.

Fred, nascido em Paris com o nome de Frédéric Othon Théodore Aristidès, em 1931, era “há mais de 60 anos um dos maiores artistas, um criador e um poeta fora do normal”, declarou a diretoria da Dargaud em comunicado informando que a morte aconteceu ontem.

“A classe da história em quadrinhos está de luto”, acrescentou a editora sobre o autor que publicou em publicações como France-Soir, Punch e The New Yorker.

Fred, consagrado com o Grande Prêmio do Festival Internacional da História em Quadrinhos de Angoulême em 1980, começou sua carreira como desenhista em publicações como Ici-Paris, France Dimanche e Paris Match e, em 1960, fundou a revista Hara Kiri, junto com Georges Bernier e François Cavanna.

Seis anos mais tarde, Fred publicaria o primeiro número de Philemon, que chegaria a somar 15 volumes, tornando-se sua obra de referência graças à admiração que o artista ganhou de René Goscinny, então redator-chefe da revista Pilote e pai de Asterix e Lucky Luke. 

Morre desenhista francês de HQ Fred, autor de Philemon

Sem mais artigos