O real, assim como as moedas do México, Chile e Peru, encerrará o ano de 2009 com valorização histórica frente ao dólar, segundo um estudo divulgado hoje pela empresa de consultoria Economática.

A desvalorização do dólar no Brasil este ano, pelo menos até 29 de dezembro, era de 25,46%; no Chile, de 21,03%; no Peru, de 7,40%; e no México, de 5,59%, detalhou a empresa de consultoria.

Apesar de que a Colômbia também fechará com uma desvalorização do dólar frente ao peso (-9,17%), a queda não será histórica, como nos outros quatro países.

“Em 2009, teremos a maior desvalorização nominal da história da moeda americana frente à brasileira”, segundo um comunicado da Economática, que tem registros sobre a taxa de câmbio no Brasil desde 1965.

A desvalorização do dólar no Brasil em 2009 (-25,46%) superará à de 2003 (-18,23%), que era a maior até agora na história do país.

No ano passado, o dólar valorizou 31,94% no Brasil, mas, em 2007, a queda tinha sido de 17,15%; em 2006, de 8,66%; em 2005, de 11,82%; e, em 2004, de 8,13%.

De acordo com a empresa de consultoria, desde que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assumiu a Presidência, em 1º de janeiro de 2003, o dólar acumula uma queda frente ao real de 50,7%.

Real valorizou 25% em relação ao dólar no ano

Sem mais artigos