“A Primavera” de Edouard Manet será leiloada no dia 5 de novembro em Nova York, anunciou nesta sexta-feira a casa Christie’s, que espera obter entre US$ 25 e US$ 35 milhões com a venda do quadro.

A pintura chegará ao mercado após fazer parte por mais de um século de uma coleção privada e permanecer nas duas últimas décadas emprestada à National Gallery of Art de Washington.

Se chegar ao valor mais alto estimado pela Christie’s, “A Primavera” se tornará o quadro mais caro de Manet já vendido.

Este retrato de perfil da atriz Jeanne Demarsy, considerado uma das obras-primas do impressionismo, representa “o revolucionário estilo” do gênio francês. “Manet projeta nesta obra prima uma ideia da mulher moderna, feminina e livre”, declarou o diretor internacional de Christie’s, Adrien Meyer, em comunicado.

A obra foi exibida em 1882 em Paris, um ano antes da morte do pintor, e adquirida em 1909 pelos atuais proprietários. Segundo a Christie’s, o valor obtido com a venda beneficiará uma fundação privada de apoio ao meio ambiente, à saúde pública e outras boas causas. 

Sem mais artigos