Pipas no gramado, gramado ruim e vestiário em condições ruins. Estas foram algumas das reclamações que o técnico do Fluminense, Abel Braga, fez no último sábado (24), após a vitória por 2 a 0 do seu time contra o Bonsucesso, no estádio Moça Bonita.

”O gramado de Moça Bonita está horroroso. Não havia criticado até agora, mas é preciso falar. O Loco Abreu tinha razão. Que prazer um jogador tem de atuar aqui? Quando o jogo não era parado por causa das faltas, era parado por causa das pipas no gramado. É preciso pensar mais nos jogadores e na qualidade do espetáculo. Está demais. Por isso o futebol em São Paulo é mais forte, mais competitivo. Está na hora de dar um basta nisso. É pipa, cerol, calor, campo, cinco tipos de grama, vestiário. É tudo”, esbravejou Abel.

O treinador não foi o único a fazer críticas ao estádio. O diretor executivo Rodrigo Caetano afirmou que os jogadores reclamaram muito no vestiário e o atacante Rafael Sóbis fez coro.

“Eu não entendo o futebol. O jogador, que faz espetáculo, é quem mais sofre. O gramado ruim pode gerar lesões, e ainda temos que jogar com pipas caindo a todo o momento no campo. Isso precisa mudar. Sorte que ninguém se machucou”, afirmou Sóbis.

Abel Braga se irrita com estrutura de estádio e esbraveja: "Por isso que SP é melhor"

Sem mais artigos