As ações da sociedade Azul Azul, que administra o Universidad de Chile, subiram mais de 22% nesta quinta-feira na Bolsa de Valores de Santiago e foram suspensas depois da vitória da equipe por 4 a 0 sobre o Flamengo, nesta quarta-feira, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Segundo informações do organismo regulador do pregão chileno, as ações da Azul Azul deixaram de ser cotadas em cumprimento da norma de autorregulações de bolsas, quando os títulos estavam em alta de 22,13%.

Em comunicado enviado à gerência da Azul Azul, a Bolsa de Valores de Santiago solicitou à companhia que lhe comunique “qualquer circunstância especial ou fato relevante que possa explicar tal variação significativa”.

A concessionária do Universidad de Chile respondeu em carta dirigida ao gerente de operações da bolsa que não tinha conhecimento de algum acontecimento que merecesse ser relatado.

O súbito aumento do valor das ações aconteceu poucas horas depois da goleada de ‘La U’ sobre o Flamengo, em pleno Engenhão, no jogo de ida entre as duas equipes pela Sul-Americana. A Bolsa de Santiago informou que os títulos da Azul Azul voltariam a ser cotados a partir das 12h (horário local, 13h de Brasília).

Ações do Universidad na bolsa sobem mais de 22% após goleada sobre o Flamengo

Sem mais artigos