A demissão de Adílson Batista do Corinthians segue rendendo assunto no clube do Parque São Jorge. Segundo a coluna “Painel FC”, da “Folha de S. Paulo”, a saída do treinador pode estar relacionada com proibições impostas pelo técnico.

A coluna, assinada por Eduardo Ohata, garante que Adilson Batista proibiu álcool, charutos e jogos na concentração do clube, o que incomodou alguns jogadores.

“Um influente jogador do time ficou irritado com tal imposição. Como consequência, ele foi um dos atletas que mais reclamou dessas e outras medidas impostas pelo treinador para o restante do elenco. Os jogadores, costumeiramente, exerciam as três atividades na era Mano Menezes”, afirmou a coluna.

Adílson Batista assumiu o Corinthians para substituir Mano Menezes, mas o treinador desagradou alguns jogadores e foi demitido após a derrota por 4 a 3 para o Atlético Goianiense.

Sem mais artigos