A Panini anunciou nesta terça-feira (10) que está lançando 71 novas figurinhas de atletas que foram convocados, mas não haviam sido escolhidos para fazer parte do livro. Todos os novos cromos virão em um único kit, pelo valor de R$ 10,50, com previsão de lançamento nas bancas da Grande São Paulo a partir do dia 18 de junho – demais praças, ao longo do feriado de Corpus Christi (entre os dias 18 e 21 de junho).

Em nota, a editora diz que o kit “complementa” o álbum atual, ou seja, o colecionador poderá escolher se colará a nova figurinha em cima da anterior. No Brasil, o único jogador que veio “errado” foi Robinho, que pode ser substituído por , único jogador da Seleção Brasileira que aparece na lista dos 71.

Panini divulga no Facebook a novidade

O atacante do Atlético-MG, porém, não é o único brasileiro no novo kit. Diego Costa, naturalizado espanhol, também poderá ser colado em cima de Álvaro Negredo, que não foi chamado pelo técnico Vicente Del Bosque.

O Virgula Esporte  mostra para você aonde você poderá colar cada cromo no seu álbum, caso você já tenha colado a figurinha original e não sabe o local exato. Aliás, saber é o de menos, é só dar um Google, mas a pesquisa pode demorar um pouco, então, é só checar na lista abaixo!

O duro será perdermos o charme de Franck Ribéry, cortado recentemente da seleção francesa por causa de uma lesão nas costas. Ou, até, o artilheiro colombiano Falcao García, que tentou muito estar no Mundial, tratando uma grave lesão em tempo recorde, mas não o suficiente =(

Veja a lista dos novos nomes para o álbum:

Alemanha
Benedikt Höwedes – para o lugar de – Marcel Schmelzer (número 495)
Kevin Grosskreutz – para o lugar de – Marco Reus (número 502)

Argélia
Rafik Halliche – para o lugar de – Adléne Guedioura (número 588)
Nabil Bentaleb – para o lugar de – Rafik Djebbour (número 598)

Argentina
Enzo Pérez – para o lugar de – Ever Banega (número 423)

Austrália
Alex Wilkinson – para o lugar de – Lucas Neill (número 168)
James Troisi – para o lugar de – Tom Rogic (número 177)
Ryan McGowan – para o lugar de – Rhys Williams (número 172)
James Holland – para o lugar de – Matthew Leckie (número 182)
Adam Taggart – para o lugar de – Joshua Kennedy (número 183)

Bélgica
Adnan Januzaj – para o lugar de – Christian Benteke (número 582)

Bósnia-Herzegovina
Muhamed Bešić – para o lugar de – Adnan Zahirović (número 446)

Brasil
Jô – para o lugar de – Robinho (número 47)

Chile
Felipe Gutiérrez – para o lugar de – David Pizarro (número 156)
Miiko Albornoz – para o lugar de – Marcos González (número 149)
Carlos Carmona – para o lugar de – Matías Fernández (número 157)

Colômbia
Éder Balanta – para o lugar de – Luis Perea (número 189)
Santiago Arias – para o lugar de – Macnelly Torres (número 197)
Adrián Ramos – para o lugar de – Falcao García (número 202)
Juan Quintero – para o lugar de – Aldo Ramírez (número 192)

Coreia do Sul
Yun Suk-Young – para o lugar de – Park Joo-Ho (número 627)

Costa do Marfim
Didier Ya Konan – para o lugar de -Benjamin Angoua (número 229)
Constant Djakpa – para o lugar de – Jean-Jacques Gosso (número 233)
Max Gradel – para o lugar de – Romaric (número 235)
Giovanni Sio – para o lugar de – Lacina Traoré (número 239)

Costa Rica
Marco Ureña – para o lugar de – Álvaro Saborío (número 297)
Óscar Duarte – para o lugar de – Ariel Rodríguez (número 288)

Croácia
Danijel Pranjić – para o lugar de – Ivan Strinić (número 56)
Sammir – para o lugar de – Niko Kranjčar (número 61)

Equador
Oswaldo Minda – para o lugar de – Segundo Castillo (número 367)

Espanha
Santi Cazorla – para o lugar de – Jesús Navas (número 122)
César Azpilicueta – para o lugar de – Álvaro Arbeloa (número 114)
Diego Costa – para o lugar de – Álvaro Negredo (número 126)

Estados Unidos
Timmy Chandler – para o lugar de – Clarence Goodson (número 550)
Kyle Beckerman – para o lugar de – Brad Evans (número 556)
Alejandro Bedoya – para o lugar de – Eddie Johnson (número 562)
Chris Wondolowski – para o lugar de – Landon Donovan (número 561)

França
Antoine Griezmann – para o lugar de – Ranck Ribéry (número 389)
Bacary Sagna – para o lugar de – Éric Abidal (número 382)
Rio Mavuba – para o lugar de – Samir Nasri (número 388)

Grécia
Loukas Vyntra – para o lugar de – Dimitris Siovas (número 209)
Giannis Fetfatzidis – para o lugar de – Sotiris Ninis (número 217)

Holanda
Leroy Fer – para o lugar de – Kevin Strootman (número 137)
Jonathan de Guzmán – para o lugar de – Rafael van der Vaart (número 138)

Honduras
Osman Chávez – para o lugar de – Arnold Peralta (número 402)

Inglaterra
Chris Smalling – para o lugar de – Kyle Walker (número 305)
Adam Lallana – para o lugar de – Andros Townsend (número 312)
Luke Shaw – para o lugar de – Ashley Cole (número 301)
Ross Barkley – para o lugar de – Michael Carrick (número 309)

Irã
Steven Beitashour – para o lugar de – Khosro Heydari (número 454)
Mehrdad Pooladi – para o lugar de – Mojtaba Jabbari (número 462)
Alireza Jahanbakhsh – para o lugar de – Gholamreza Rezaei (número 466)

Itália
Alberto Aquilani – para o lugar de – Riccardo Montolivo (número 328)
Ciro Immobile – para o lugar de – Alberto Gilardino (número 333)
Marco Verratti – para o lugar de – Emanuele Giaccherini (número 330)
Antonio Cassano – para o lugar de – Giuseppe Rossi (número 334)

México
Carlos Salcido – para o lugar de – Luis Montes (número 82)
Javier Aquino – para o lugar de – Aldo De Nigris (número 84)
Marco Fabián – para o lugar de – Moisés Muñoz (número 88)

Nigéria
Kunle Odunlami – para o lugar de – John Ogu (número 478)
Reuben Gabriel – para o lugar de – Sunday Mba (número 481)
Peter Odemwingie – para o lugar de – Nnamdi Oduamadi (número 483)
Uche Nwofor – para o lugar de – Ideye Brown (número 485)

Portugal
André Almeida – para o lugar de – Antunes (número 515)
Rúben Amorim – para o lugar de – Josué (número 516)

Rússia
Andrei Eschenko – para o lugar de – Fedor Smolov (número 618)
Vladimir Granat – para o lugar de – Aleksei Berezutski (número 606)
Georgi Schennikov – para o lugar de – Aleksandr Anyukov (número 609)
Yuri Zhirkov – para o lugar de – Viktor Fayzulin (número 613)
Oleg Shatov – para o lugar de – Vladimir Bystrov (número 614)

Suíça
Josip Drmić – para o lugar de – Eren Derdiyok (número 353)

Sem mais artigos