A Alemanha confirmou seu favoritismo e venceu neste sábado Portugal por 1 a 0 na estreia das equipes no grupo B da Eurocopa, em Lviv, na Ucrânia, em jogo fraco tecnicamente, mas com muitas emoções nos minutos finais.

O gol dos atuais vice-campeões da Europa foi marcado pelo centroavante Mario Gomez, aos 21 minutos do primeiro tempo, acertando cabeçada depois de cruzamento feito por Thomas Müller.

Com a vitória, os alemães se igualam a Dinamarca, que bateu a Holanda pelo mesmo placar de 1 a 0, com três pontos na liderança da chave, enquanto portugueses e holandeses estão zerados.

A próxima rodada do grupo B acontece na quarta-feira. Dinamarca e Portugal jogam às 13h (horário de Brasília). Em seguida, Alemanha e Holanda fazem um dos duelos mais esperados da fase de grupos.

Alemães e portugueses entraram em campo com escalações que já vinham aparecendo nas prévias. Lahm foi mais uma vez utilizado na lateral-esquerda por Joachim Löw; enquanto Paulo Bento confirmara o contestado Hélder Postiga no comando de ataque luso.

Considerada favorita, após os últimos grandes resultados nas competições internacionais, a Alemanha tentou, desde o início, tomar conta do jogo, mantendo a posse de bola e chegando mais ao ataque. Contudo, Portugal se mostrava mais objetiva usando os contra-ataques, sempre puxados por Cristiano Ronaldo.

Com as duas equipes apresentando dificuldades ofensivas, a primeira grande oportunidade saiu apenas aos 29 minutos, quando Podolski recebeu livre na área portuguesa. O novo atacante do Arsenal, entretanto, concluiu mal para o gol, chutando por cima da meta de Rui Patrício.

Nos minutos finais da primeira etapa, o jogo esquentou, quando aos 44 minutos, Miguel Veloso cobrou escanteio e no rebote Pepe bateu para acertar o travessão de Neuer. A bola quicou em cima da linha, mas os portugueses reclamaram gol, pedindo gol que não foi marcado.

As duas equipes voltaram para o segundo tempo sem substituições, e com futebol muito semelhante ao da etapa inicial. Os alemães tentavam tomar a iniciativa ofensiva, mas erravam muitos passes, muito por causa da forte retranca portuguesa.

A dificuldade de chegar consistentemente ao ataque só foi vencida aos 21 minutos do segundo tempo, após cruzamento da direita de Müller, em que a bola foi parar na cabeça de Mario Gomez. O centroavante alemão não desperdiçou a chance e cabeceou certeiro no canto esquerdo de Rui Patrício, para abrir o placar.

O gol fez Portugal tentar sair para o jogo, principalmente depois das entradas de Varela e Nélson Oliveira. Apesar de propiciar mais espaços para os alemães, a pressão exercida foi grande no fim do jogo. Aos 38, Nani quase marcou um golaço, ao tentar cruzar e acertar o travessão de Neuer.

Quatro minutos depois, o empate esteve ainda mais próximo, quando a zaga alemã cochilou e a bola cruzou toda a área para sobrar nos pés de Varela, que finalizou no peito de Neuer, que saiu corajoso do gol para garantir a vitória germânica.

Sem mais artigos