E, em uma notícia supreendente, a CBF confirmou nesta sexta o nome de Andrés Sanchez como novo diretor de seleções da entidade a partir de janeiro de 2012.

Com isso, o dirigente, que já afirmou por repetidas vezes que se afastaria do cargo de presidente do Corinthians em 15 de dezembro, dando lugar ao vice Roberto de Andrade, já sabe o que fará no ano que vem e, por sinal, terá menos “tempo para cuidar das filhas”, como ele já disse que faria por algumas vezes.

Outro desdobramento do caso é que o discurso da oposição corinthiana, de que Andrés poderia alterar o estatuto para se candidatar mais uma vez a presidente, cai por terra, já que ele será funcionário remunerado da CBF, portanto impossibilitado de ser dirigente de qualquer clube.

Sem mais artigos