O britânico Andy Murray colocou seu nome na história do tênis mundial ao conquistar nesta segunda-feira o US Open, quarto torneio de Grand Slam da temporada, realizado em Nova York, nos Estados Unidos, depois de vencer o sérvio Novak Djokovic por 3 sets a 2, com parciais de 7-6(10), 7-5, 2-6, 3-6 e 6-2.

Esse é o primeiro título de Grand Slam conquistado pelo tenista nascido em Glasgow, na Escócia. Em julho, Murray já havia chegado perto de vencer um dos quatro principais torneios do circuito mundial, ao ser vice-campeão em Wimbledon. Um mês depois, ainda em Londres, conquistou o ouro no torneio de simples dos Jogos Olímpicos, vencendo na final o número 1 do mundo, Roger Federer.

É a primeira vez que um tenista britânico conquista um título depois de 76 anos. O último título veio justamente no US Open, em 1936, com Fred Perry, que no mesmo ano conquistara o torneio de Wimbledon.

O tenista de 25 anos precisou de 4 horas e 54 minutos, para superar o número 2 do ranking mundial. A partida foi muito equilibrada, principalmente no seu início, quando Murray conseguiu vencer os dois primeiros sets, principalmente pela qualidade do seu jogo de rede.

No terceiro e quarto sets, Djokovic mostrou força no saque e conseguiu superar até com certa tranquilidade o rival, que mostrou nervosismo em diversos momentos.

No set decisivo, contudo, Murray mostrou estar mais inteiro na partida, enquanto o sérvio começara a sofrer com caimbras. Com ótimo aproveitamento no primeiro serviço (80%) e contando com 12 erros não forçados do rival, o britânico encurralou o rival para conseguir fechar o jogo em 3 sets a 2.

Sem mais artigos