Marcos Assunção já começa a pensar sobre sua aposentadoria dos gramados. Aos 35 anos e com contrato até o fim de 2012 com o Palmeiras, o volante acredita que o desempenho da equipe na temporada pode pesar em sua decisão.

“Tudo depende do ano. Se for bom, de conquistas, é normal que a gente pense em continuar mais um ou seis meses, não sei. Mas a partir do momento que as coisas, que eu não quero, não corram como a gente quer, aí é hora de pensar um pouco se vale a pena continuar”, afirmou.

Assunção tenta demonstrar otimismo com o futuro do Verdão. Para ele, o principal é que o Alviverde volte a conquistar títulos, coisa que não acontecia desde a conquista do Paulistão em 2008.

“Eu espero por um ano bom, a diretoria está se esforçando para contratar. Felipão está trabalhando muito também nessas férias, o Palmeiras está fazendo de tudo para fazer um bom time, competitivo para lutar, conquistar coisas. Um clube como o Palmeiras, com a torcida que tem, não pode ficar tanto tempo sem ganhar nada. É uma tristeza muito grande que a gente dá para a torcida. Passa ano e entra ano e o Palmeiras não ganha nada. É muito ruim para jogadores e torcedores também”, completou.

Aos 35 anos, Marcos Assunção já fala em adiar aposentadoria

Sem mais artigos