O italiano Fabio Capello, técnico da Inglaterra, não descartou o nome do lateral Wayne Bridge para a Copa do Mundo deste ano mesmo depois de o jogador ter anunciado hoje que não vestiria mais a camisa do país após o escândalo extraconjugal envolvendo sua ex-mulher e o zagueiro John Terry.

“Espero que Wayne Bridge esteja conosco no Mundial. Me surpreendeu, mas respeito as decisões de todos os jogadores”, disse Capello.

O técnico disse que “as portas estão sempre abertas” para Bridge e que as coisas podem mudar porque “ainda temos tempo até decidir a equipe para a África do Sul”.

Por meio de nota divulgada hoje por seus advogados, Bridge disse que sua presença no grupo poderá comprometer o rendimento da equipe.

“Pensei muito sobre minha situação na seleção, por causa das notícias publicadas pelos jornais nas últimas semanas. Sempre foi uma honra jogar pela Inglaterra. No entanto, minha posição no time ficou insustentável, e poderá dividir o elenco. Pelo bem da equipe e para evitar problemas, decidi não servir à seleção”, explicou.

Com a lesão no tornozelo de Ashley Cole, Bridge, de 29 anos, seria a primeira opção de Capello para o time titular da Inglaterra.

Sem mais artigos