O resultado da primeira partida da repescagem entre Uruguai e Jordânia praticamente garantiu a Celeste na Copa do Mundo de 2014. Os 5 a 0 aplicados pelos uruguaios na última quarta-feira (13), em Amã, foi um golpe tão duro para alguns jordanianos que sete jogadores da seleção pediram ao técnico Hossan Hassam para não viajar a Montevidéu para jogar a partida do próximo dia 20, no Estádio Centenário.

A atitude de pedir dispensa partiu do goleiro Shafee, que não participou da goleada por estar suspenso. Justificando estar despreparado para disputar o jogo em Montevidéu, o camisa 1 não quer deixar o pais na próxima semana.

Ciente do pedido de Shafee, outros seis jogadores tomaram a mesma atitude e pediram para não viajar também. São eles: Deeb, Abdel Fattah, Taseen, Al Zawahra, Al Saify e Morjan.

Hossan Hassam acatou o pedido dos sete jordaniados de imediato, mas a federação do país aidna tenta convencer os atletas para mudarem de opinião.

Sem mais artigos