A direção do Olimpia pediu nesse sábado (20) que fosse reforçada a segurança para o jogo de volta da final da Taça Libertadores, que será disputado nesta quarta-feira (24) no Mineirão, em Belo Horizonte.

O diretor esportivo do clube da capital paraguaia, Ricardo Tavarelli, revelou à Agência Efe estão acontecendo contatos constantes para que sejam “previstas todas as coisas que possam acontecer” no que diz respeito a segurança.

A Conmebol abriu nesta semana um expediente disciplinar contra o Olimpia, devido aos objetos jogados contra o campo na vitória na partida de ida, em que os brasileiros saíram derrotados por 2 a 0.

O dirigente afirmou que estes episódios são “isolados”, mas que devido ao incidente – e aos confrontos entre torcedores dos dois clubes – é necessário promover um reforço de segurança.

“Mais do que nunca queremos prever qualquer tipo de eventualidade. Pedimos ao pessoal de logística que preveja estas coisas o que é normal. É uma final e as pessoas estão um pouco exaltadas”, disse o ex-goleiro, que atuou no Grêmio

Sem mais artigos