Pouco aproveitado no Real Madrid pelo técnico José Mourinho
na última temporada, o zagueiro luso-brasileiro Pepe, que perdeu sua condição
de titular para o jovem francês Varane e se envolveu em algumas polêmicas com o
ex-treinador da equipe espanhola, ganhou um voto de confiança do presidente
Florentino Pérez. O dirigente, que impediu que o jogador fosse negociado em janeiro deste ano, fez questão de garantir
que não negociará o defensor.

“Se acalme. Vá
descansar com sua família e volte a trabalhar com a equipe normalmente. Não
penso em te vender. Está decidido”, garantiu o presidente ao jogador, segundo
informação publicada pelo jornal espanhol As, logo após o duelo entre Real
Madrid e Osasuna, no último dia 31, pela 38ª rodada do Campeonato Espanhol.

A saída de Mourinho para o Chelsea fez com a permanência de
Pepe no atual elenco do Real Madrid ganhasse força, já que o presidente do Real Madrid, segundo a publicação espanhol, já sabia que o treinador não permaneceria no cargo ao fim da temporada atual. Sondado por alguns clubes
do futebol europeu, entre eles o Manchester City, o zagueiro não tinha mais
espaço no time comandado pelo português, mas foi mantido pelo dirigente

O conflito entre o ex-treinador do Real Madrid e o zagueiro
começou quando Pepe foi contra a decisão de Mourinho em barrar Iker Casillas. O
treinador chegou a dizer que o defensor estava “frustrado por um homem de 31
anos ser atropelado por um de 19”, fazendo alusão ao desempenho de Varane.

Com contrato até julho de 2015 com o Real Madrid, Pepe
aguarda a definição sobre quem será o novo técnico da equipe espanhola para
saber se permanece no clube ou se aceita uma das propostas do futebol europeu.

Sem mais artigos