A Argentina fez valer o mando de campo e venceu o Uruguai por 3 a 0 nesta sexta-feira (12), em Mendoza, mantendo-se na liderança das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2014 depois de oito rodadas disputadas.

Os gols de Messi (dois) e Agüero alçaram a seleção albiceleste a 17 pontos, deixando Colômbia e Equador com 16. O Uruguai, agora quarto colocado, segue com 12. Vale lembrar que os quatro primeiros colocados se classificam de forma direta para o Mundial do Brasil.

O primeiro tempo começou truncado, com muitas faltas duras. Aos poucos, a Argentina se impôs e passou a dominar as ações. Prova disso é que o trio de ataque do Uruguai, formado por Suárez, Cavani e Forlán, quase não era notado em campo.

Com mais posse de bola, Messi começou a aparecer. Aos 18 minutos, o camisa 10 argentino tirou dois uruguaios e acionou Di María, que bateu para fora. Aos 27, o melhor jogador do mundo produziu uma pintura. Com a bola grudada em seu pé esquerdo, Messi driblou três com facilidade e bateu por cobertura, mas o chute acabou saindo por pouco.

Na melhor chance do Uruguai, aos 29 minutos, Suárez driblou Fernández já dentro da área, mas acabou desarmado quando ficaria cara a cara com o goleiro Romero. Na resposta, em falta cobrada por Messi, a Argentina só não abriu o placar porque Muslera fez grande defesa em bola que tinha o ângulo como endereço.

O segundo tempo começou igual ao primeiro, ou seja, com muitos lances duros, o que dava trabalho ao árbitro brasileiro Leandro Vuaden. Com isso, as jogadas de ataque eram raras. No primeiro lance de perigo, aos 20 minutos, gol da Argentina. Messi recebeu na intermediária, lançou Di María na esquerda e se projetou pelo meio. A zaga uruguaia não acompanhou e deixou o jogador do Barcelona livre para, de carrinho, desviar de Muslera e fazer 1 a 0.

Com a porteira aberta, a Argentina chegou ao segundo logo aos 29, com Agüero. Messi – sempre ele -, enfiou linda bola para Di María, que não foi egoísta e deixou o atacante do Manchester City com o gol aberto para marcar.

A esta altura, o Uruguai tentava fazer o tempo passar para não levar mais gols. O problema é que Messi achou que dois era pouco. Aos 34, o camisa 10, no melhor estilo Ronaldinho Gaúcho, cobrou falta por baixo da barreira e surpreendeu Muslera: 3 a 0 e fim de papo.

Na próxima rodada, marcada para terça-feira, a Argentina visitará o Chile, enquanto o Uruguai enfrentará a Bolívia, também fora de casa.

Sem mais artigos