Estádio que receberá o primeiro jogo da Copa do Mundo de 2014, entre Brasil e Croácia, no dia 12 junho, a Arena Corinthians avançou nas últimas semanas com as obras de instalação das arquibancadas móveis, que fazem parte da estrutura provisória do local para o Mundial. O setor sul é a parte mais evoluída, já com cadeiras e pisos superiores instalados, enquanto que o setor norte está um pouco atrasado devido ao recente acidente envolvendo a queda de um dos guindastes no local, contando apenas com a parte estrutural.

Com investimentos orçados na casa dos R$ 38 milhões, patrocinados pela Ambev, os novos setores da Arena Corinthians terão ao todo 21 mil cadeiras temporárias, divididas em quatro fases, sendo 17,6 mil nos setores sul e norte (8,8mil em cada), 1,2 mil no leste e outros mil no oeste. O início da montagem da estrutura metálica, que apoia os degraus, foi em dezembro de 2013 e atualmente o local já está no segundo lance de arquibancadas instalado atrás de um dos gols.

Com 97% das obras concluídas, segundo dados divulgados pela construtora Odebrecht em janeiro deste ano, a Arena Corinthians conta atualmente com 1.500 funcionários trabalhando diariamente desde janeiro de 2014, sendo que 90 deles estão no local exclusivamente para a instalação das arquibancadas e assentos móveis.

A Fast Engenharia, empresa contratada para instalar a estrutura provisória, também cuida das arquibancadas móveis da Arena Fonte Nova, um dos estádios da Copa do Mundo de 2014, e da estrutura dos assentos temporários da Fórmula 1 no Brasil.

Os setores norte e sul da Arena Corinthians são iguais e possuem 100m de comprimento, 30m de altura, 43m de profundidade e 56 degraus em cada. Nos locais, haverá os mesmos serviços que em áreas semelhantes do estádio, com dois pavimentos que terão banheiros, bares e lanchonetes.

Apesar de existir a possibilidade do Corinthians em manter os 21 mil assentos provisórios no estádio após a Copa do Mundo de 2014, Antônio Domingos Fasolari, presidente da Fast Engenharia, garantiu que a estrutura será desmontada ao fim do Mundial.

Ex-presidente antenado

Um dos principais responsáveis pela construção do estádio do Corinthians e por colocá-lo como uma das arenas da Copa do Mundo de 2014, o ex-presidente Andrés Sanchez usa desde setembro de 2013 um perfil no Instagram para atualizar os torcedores de como estão indo as obras.

Ilustração do projeto final

O projeto de estrutura metálica e assentos retráteis com 19.800 cadeiras faz parte de uma exigência da Fifa para que o estádio do Corinthians ultrapasse os 60 mil lugares necessários para a arena receber a abertura da Copa do Mundo de 2014. Com o novo espaço, a capacidade do local sobre para um total de 68 mil torcedores.

Algumas imagens do projeto final de como ficará a Arena Corinthians foram divulgados no ano passado, juntamente com um vídeo explicativo da Fast Engenharia (assista abaixo), e mostram a estrutura de 2 mil toneladas que será integrada ao projeto original do estádio (veja na imagem acima e também na galeria).

Veja abaixo como é montada a arquibancada móvel:

Sem mais artigos