O Ministério Público de Pernambuco, juntamente com a Promotoria de Defesa do Consumidor, liberou uma recomendação para proibir a presença das torcidas organizadas na reta final do campeonato estadual deste ano.

Assim como aconteceu em São Paulo com membros de algumas organizadas de Corinthians, Palmeiras e Guarani, devido as diversas brigas e confusões generalizadas provocadas por integrantes das agremiações, um documento foi apresentado , nesta terça-feira à Polícia Militar, a Federação Pernambucana de Futebol e a representantes de Sport, Náutico, Santa Cruz e Salgueiro confirmando o veredito.

Segundo o MP, aquele torcedor que comparecer aos estádios das decisões vestindo roupas ou carregando quaisquer materiais ligados a alguma torcida organizada será impedido de assistir a partida.Além disso, os clubes e a Federação Pernambucana terão 48 horas para informar ao Ministério Público se vão ou não cumprir a recomendação imposta.

Lembrando que, caso não cumpram, todos os custos e consequências gerados por futuros incidentes ficarão sob responsabilidade dos mesmos.

Sem mais artigos