A Seleção Brasileira sofreu até o último minuto para conseguir eliminar o Chile no último sábado (28), no Mineirão, em Belo Horizonte, pelas oitavas-de-final da Copa do Mundo. A história do duelo, contudo, poderia ter tomado um rumo totalmente diferente se um chute do atacante Mauricio Pinilla não tivesse acertado o travessão no fim do tempo normal. Apesar de triste por não ter consagrado a equipe sul-americana, o jogador do Cagliari, da Itália, ao retornar ao seu país, fez questão de eternizar o lance em seu corpo.

Fã de tatuagem, Pinilla, que ao fim do jogo acabou se envolvendo em uma confusão com o assessor de imprensa da CBF, Rodrigo Paiva, desenhou o lance em suas costas como uma espécie de lembrança, incluindo a frase ‘Um centímetro da glória’, em alusão a distância do chute.

Além da tatuagem do chute, Pinilla também marcou na cabeça a palavra Blessed (do inglês, “Abençoado”) e For Life (em português, “Para a vida”). As palavras entram para a coleção de tatuagens que o atleta de 30 anos possui no corpo. O responsável pelas tatuagens do chileno é o tatuador Marlon Parra.

Sem mais artigos