O jogo dessa quarta-feira (28) entra Atlético-PR e São Paulo terminou 2 a 2 no Parque do Sabiá, em Uberlândia. O time paulista fez um gol no final do jogo, muito contestado pelos jogadores rivais, que relataram que o autor do tento, Luis Fabiano, colocou a bola dentro do gol com o braço (assista abaixo). Nesta quinta-feira (29), o clube paranaense divulgou uma nota oficial repudiando a arbitragem da partida pelo Campeonato Brasileiro, e cita os jogadores são-paulinos como “bambis”, forma desrespeitosa que alguns torcedores alcunham tanto os adeptos quanto os atletas tricolores.

O Furacão saiu na frente em duas oportunidades, sendo que o primeiro gol do São Paulo veio após um pênalti em cima do mesmo Luis Fabiano, que o goleiro Rogério Ceni cobrou e empatou o duelo para 1 a 1. O rubro-negro ficou à frente do placar novamente aos 44, com Cléo, mas três minutos depois, em lance disputado na pequena área, o camisa 9 tricolor empatou, com a bola realmente batendo em seu braço (assista abaixo).

 

“Mas eis que, já nos acréscimos, o jogador Luis Fabiano entrou na área como se fosse um pivô de basquete, de braços erguidos de forma desajeitada e fez o gol como se estivesse disputando um rebote no garrafão. Ele ainda olhou para o árbitro, imaginando que este anularia o lance. Mas, não, sua excelência confirmou o gol. O que dizer de um lance destes?!”, lê-se em trecho do comunicado.

O clube revela que irá acessar a CBF, em forma de protesto, em repúdio à má arbitragem, relatando ainda outro suposto erro no último jogo do Furacão, no clássico contra o Coritiba, quando venceu por 2 a 0.

Leia abaixo a nota na íntegra:

Ontem, contra o São Paulo, nossos meninos comandaram o jogo durante todo o tempo. Em nenhum momento a garotada do CT do Caju deixou a experiência de Rogério Ceni e demais bambis superar a nossa técnica e a nossa garra.

O pênalti, pra lá de duvidoso, já estava absorvido e os contra-ataques do Furacão mostravam que a vitória poderia acontecer a qualquer momento. O gol de Cléo veio no momento certo e a vitória fazia justiça ao melhor futebol do Furacão. Mas eis que, já nos acréscimos, o jogador Luis Fabiano entrou na área como se fosse um pivô de basquete, de braços erguidos de forma desajeitada e fez o gol como se estivesse disputando um rebote no garrafão. Ele ainda olhou para o árbitro, imaginando que este anularia o lance. Mas, não, sua excelência confirmou o gol. O que dizer de um lance destes?! O mesmo que dissemos do impedimento marcado contra nós no ATLEtiba: só pode ser sacanagem!

O Clube Atlético Paranaense protestará junto à CBF, pois não dá pra deixar passar um erro desses. Mas, somos sabedores de que a demonstração de indignação maciça dos atleticanos é a única ação de fato eficiente!

*Em tempo. Foi patética a tentativa da equipe do Premiere FC em justificar o gol “de braço”!!

Sem mais artigos