O Banco Santander e a escuderia Ferrari de Fórmula 1 anunciaram neste sábado, no circuito italiano de Monza, a renovação de seu contrato de patrocínio até 2017.

O anúncio do prolongamento de um vínculo iniciado há três anos aconteceu em uma cerimônia na qual participaram o espanhol Emilio Botín, presidente do Grupo Santander, e o italiano Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, no ‘motorhome’ da equipe em Monza, onde amanhã será disputado o Grande Prêmio da Itália, 13ª etapa do Mundial de Fórmula 1.

Depois do anúncio, foi apresentado o novo aerofólio traseiro que o carro da Ferrari utilizará na próxima corrida, que será disputada no circuito de Marina Bay, em Cingapura, em duas semanas.

O presidente do Banco Santander elogiou a aliança formada pela “melhor escuderia do mundo junto ao melhor banco do mundo”, aproveitando para exaltar a qualidade das duas empresas. “Essa aliança representa o triunfo das coisas bem feitas. O Santander e a Ferrari são empresas que nasceram em cidades pequenas, se transformaram em grandes líderes internacionais e representam dois grandes países”.

O presidente de Ferrari, por sua vez, afirmou que a aliança que foi iniciada há três anos “se transformou em uma relação que durará pelo menos até 2017”.

Montezemolo acrescentou ainda que os pontos em comum entre as empresas tornaram a parceria um sucesso. “Há muitos pontos em comum, começando pela cor vermelha, além do desejo pela excelência, a paixão pela competição, o trabalho em equipe e a capacidade de superação. O Santander foi considerado, mais uma vez, o melhor banco do mundo e celebraremos tal título com um novo aerofólio traseiro na corrida de Cingapura”, disse o líder da Ferrari.


Banco Santander e Ferrari anunciam renovação de contrato até 2017

Sem mais artigos