O Barcelona caminha firme para conquistar o título do Campeonato Espanhol e neste domingo (16) deu um grande passo para ficar com o troféu ao golear o vice-líder Atlético de Madrid por 4 a 1 de virada no estádio Camp Nou, enquanto o Real Madrid empatou em 2 a 2 em pleno Santiago Bernabéu com o vice-lanterna Espanyol.

Invicto na competição, com 15 vitórias e um empate, o Barça soma 46 pontos, nove a mais que o Atlético. O Real continua em terceiro lugar, com 33.   Inesperadamente, as melhores chances de gol do primeiro tempo no Camp Nou foram do Atlético, que conseguia segurar o ataque adversário e contra-atacava com perigo. Logo aos oito minutos, após cruzamento da direita, Falcao acertou a trave direita com uma bela cabeçada.

O centroavante brilhou novamente aos 23, quando acelerou pela esquerda e, mesmo pressionado, conseguiu chutar cruzado, mas mandou para fora.   De tanto insistir, Falcao abriu o placar aos 30 minutos. Em lance parecido com o anterior, ele ganhou de Busquets e Puyol na corrida pela esquerda, tocou por cima de Valdés com muita categoria e fez 1 a 0.

O gol sofrido acordou o Barça, que empatou cinco minutos depois, também com um golaço. Adriano deixou dois marcadores na saudade na direita, cortando para o meio, e acertou uma bomba no ângulo direito de Courtois. A virada aconteceu ainda antes do intervalo, aos 45. Como um centroavante, Busquets dominou depois de bate-rebate na área, driblou e finalizou no alto.

Abatido, o Atlético não mostrou a mesma força no segundo tempo, nem sequer se aproximou do empate e ainda sofreu o terceiro, marcado por Messi, aos 12 minutos. O argentino recebeu de Sánchez na entrada da área e, de chapa, acertou o canto direito, fazendo seu 89º gol em 2012. O de número 90 aconteceu aos 43, em pane geral na zaga dos visitantes. Após recuo na fogueira, Godín tentou tocar de calcanhar para Miranda, mas perdeu para Messi, que com um toque sutil encobriu Courtois.

Terceiro colocado, o Real Madrid tropeçou e viu o sonho de ser bicampeão espanhol ficar um pouco mais distante. Com Kaká o tempo inteiro no banco e ainda sem contar com Marcelo, o time da capital se mostrou muito abaixo do que pode produzir e saiu em desvantagem no placar aos 30 minutos do primeiro tempo, quando Sergio García foi lançado livre na frente e tocou na saída de Casillas.

Pouco antes do intervalo, aos 45, Cristiano Ronaldo marcou seu 126º gol no Espanhol desde que chegou ao Real, se tornando o sexto maior artilheiro da história da equipe no campeonato.

Logo aos três minutos da etapa final, Coentrão fez 2 a 1 para os donos da casa, passando a impressão de que tudo “voltaria ao normal” e o time anfitrião venceria facilmente. Contudo, Albín aproveitou confusão na área e tocou para a rede aos 43.

Mesmo fora de casa, o Levante retomou o quinto lugar ao vencer o Zaragoza por 1 a 0, subindo para 27 pontos, um a menos que o Málaga, que no sábado bateu o Sevilla e continua fechando a zona de classificação para a Liga dos Campeões. O único gol do duelo em La Romareda foi marcado por Rubén García.  

Já o Valencia continua seu calvário e pôs em sua conta mais uma partida sem vencer, a terceira em quatro rodadas, ao perder também por 1 a 0 para o Rayo Vallecano em pleno estádio Mestalla. Alejandro Domínguez, de pênalti, foi quem balançou a rede.

Sem mais artigos