O sonho santista acabou. O desejo de ser tricampeão do mundo ante o Barcelona durou poucos minutos e o time catalão se sagrou bicampeã do torneio com uma vitória por 4 a 0.

Os dez primeiros minutos de jogo foram como o esperado. O Barcelona com amplo domínio de posse de bola e o Santos se arriscando apenas no contra-ataque. Apesar disso, nenhum dos clubes criou oportunidades.

Com 12 minutos, o futebol de Messi começou a aparecer. O argentino avançou com a bola e bateu de fora da área, mas Rafael espalmou a bola. No rebote, Thiago teve a chance, mas o goleiro santista mais uma vez foi bem.

A pressão do time catalão teve resultado com 17 minutos. Após passe de Xavi, Messi encobriu o goleiro Rafael e abriu o marcador. Logo na sequência, Daniel Alves fez boa jogada pela direita e rolou para o meio. Xavi, livre, dominou a bola e marcou o segundo.

Com 26 minutos, o Santos fez a primeira boa jogada. Borges recebe passe e bateu de dentro da área, mas Valdes fez boa defesa. Em seguida, Fábregas invadiu a área do Santos e chutou para a meta, mas a bola explodiu na trave.

Para encerrar a etapa inicial, o Barcelona fez o terceiro. Daniel Alves cruzou a bola na área e Rafael espalmou e defendeu a cabeçada de Xavi. No entanto, no rebote, Fábregas fez o terceiro.

Logo no primeiro minuto de jogo da etapa final, Fábregas roubou a bola de Edu Dracena e após passe de Messi, bateu no canto do goleiro Rafael, mas o arqueiro espalmou para escanteio.

Aos oito minutos, o argentino apareceu mais uma vez. Após passe de Thiago, Messi tentou bater pelo meio das pernas de Rafael, mas o goleiro fez boa defesa. Na sequência, Ganso deixou Neymar na cara de Valdes, mas o atacante errou a finalização e o arqueiro defendeu.

Aos 34 minutos, o Barcelona voltou a criar outra boa chance. Após bola rolada por Pedro, Daniel Alves acertou a trave santista. Logo em seguida, o lateral deu lindo passe para Messi, que driblou Rafael e fez o quarto.

Com o resultado praticamente resolvido, as duas equipes diminuíram o ritmo. O Barcelona voltou a dominar a posse de bola enquanto o Santos seguia correndo atrás dela no restante da etapa final.

Sem mais artigos