O Brasil enfrentará a Rússia a partir desta sexta-feira (14) na cidade de São José do Rio Preto, em São Paulo, em confronto válido pela última fase da repescagem do Grupo Mundial da Copa Davis, na tentativa de voltar à elite da competição, da qual o país está fora desde 2003.

Os jogos serão disputados no saibro, e o principal nome do Brasil é Thomas Bellucci, número 41 do ranking mundial e que faz uma temporada irregular.

Bellucci foi eliminado na estreia no US Open, último Grand Slam do ano, e passou as últimas semanas treinando especificamente para este duelo, na tentativa de ser um dos responsáveis pela revanche do ano passado, quando a Rússia bateu o Brasil por 3 a 2 na cidade de Kazan.

Ao contrário do que aconteceu no ano passado, a equipe brasileira vai para o duelo como favorita para retornar a elite do tênis mundial após nove anos de ausência, já que os russos não terão seus dois melhores tenistas da atualidade, Nikolay Davydenko e Mikhail Youzhny.

Além de Bellucci, o Brasil contará com Rogério Dutra Silva em simples e com a dupla formada por Bruno Soares e Marcelo Melo, que fez boa campanha nos Jogos Olímpicos, chegando as quartas de final.

A série será aberta nesta sexta-feira, entre Rogerinho, que chegou à segunda rodada do US Open, mas foi derrotado pelo número 2 do mundo, o sérvio Novak Djokovic, e Igor Andreev, principal nome dos visitantes no confronto.

Na segunda partida do dia, Bellucci atuará contra Teimuraz Gabashvili, com a ordem das partidas definidas por sorteio nesta quinta.

No sábado, haverá confronto de duplas, em que Bruno e Marcelo enfrentarão Alex Bogomolov e Stanislav Vovk. O duelo se encerrará no domingo, com os jogos entre Rogerinho e Gabashvili – que aconteceu no US Open com vitória do brasileiro -, e Bellucci contra Andreev.

Na sua última participação no Grupo Mundial da Davis, principal competição entre países no tênis, o Brasil era liderado por Gustavo Kuerten, tricampeão de Roland Garros e melhor tenista da história do país.

Guga deverá estar presente no clube Harmonia, em São José do Rio Preto, para torcer pelos brasileiros, assim como o ministro do Esporte, Aldo Rebelo.

Sem mais artigos