O presidente da Fifa, o suíço Joseph Blatter, quer o ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela na cerimônia de abertura do Copa do Mundo, que acontecerá em 11 de junho, informou hoje a imprensa local.

“Estou pedindo aos céus que nos ajude e que assegure a presença de (Mandela) no começo do Mundial”, disse Blatter durante um jantar realizado ontem em comemoração aos 100 dias que faltam para o início da Copa.

Blatter nunca escondeu sua admiração por Mandela nem o fato de que a África do Sul deve o Mundial ao prêmio Nobel da Paz. Afinal, em 15 de maio de 2004, em Zurique, ele foi o encarregado de erguer a taça da Copa do Mundo para dizer ao planeta que, em 2010, a competição seria disputada na África.

Mandela superou a barreira dos anos 90 anos e raras vezes aparece em público, devido à saúde delicada. Mas Blatter não está disposto a desisitir de ver o líder sul-africano no camarote das autoridades.

Blatter dividiu ontem a mesa com o vice-presidente do país, Kgalema Motlanthe, que disse que a África do Sul está cumprindo com o que tinha prometido.

“Durante anos, as estrelas africanas jogaram futebol pelo mundo todo e agora poderão jogar em casa. Muitos não terão outra oportunidade como esta em suas vidas”, afirmou.

Sem mais artigos