George Alexander Louis é o mais novo integrante da Família
Real Britânica, filho do Príncipe William e da duquesa Kate Middleton. Só que, como
acontece com muitos jovens no mundo, pode “herdar” a torcida pelo time do
coração do pai que, neste caso, é o Aston Villa, da primeira divisão do país e que não ganha um título de grande expressão há mais de 30 anos.

Usain Bolt, bicampeão olímpico e torcedor
fanático do Manchester United, esteve em Stratford, Inglaterra, para um evento
que lembrava o aniversário de um ano das Olimpíadas de Londres, nesse último
final de semana. O velocista falou à imprensa sobre a provável escolha do novo príncipe.
As informações são do site do jornal inglês The Sun desta segunda-feira (29).

“Só espero que ele não siga os passos do pai e se torne um
torcedor do Aston Villa. Apenas não é justo que uma criança passe por isso,
especialmente um príncipe”, brincou o jamaicano.

De tão fã do United, Bolt vai participar do jogo em comemoração
aos dez anos de carreira do zagueiro Rio Ferdinand, marcado para o dia 9 de agosto.
O atleta de 26 anos continuou seu apelo.

“A Família Real são pessoas boas, e tive sorte o bastante
para conhecer alguns deles. Quero desejar o melhor ao Príncipe e à Duquesa pelo
seu primogênito. Quando o príncipe for grande o bastante, adoraria levá-lo ao
Old Trafford. É justo que o pequeno príncipe torça para um time vencedor. Só
quero uma ligação. Se eles me ligarem, estarei lá”, prontificou-se.

O Aston Villa, de Birmingham, é um dos clubes mais
tradicionais da Inglaterra, tendo vencido cinco dos primeiros oito campeonatos
nacionais. Seu auge foi no início dos anos 1980, quando venceu seu sétimo e último
grande título doméstico, o Campeonato Inglês 1980/1981, consagrando-se com o
título da Liga dos Campeões 1981/1982. Desde então, porém, ganhou somente títulos
de menor expressão, como a Copa da Liga Inglesa (1993/1994 e 1995/1996) e a
Taça Intertoto (2001).

A diretoria do clube enviou a William e Kate um uniforme
para bebês do Aston Villa, como presente de nascimento (veja abaixo).

Sem mais artigos