Bomba na véspera da última e decisiva rodada do Brasileirão. Pouco menos de 24 horas antes da partida entre Goiás e São Paulo, que ocorre no Gama e pode decidir o título do nacional, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu mudar a arbitragem do confronto em virtude de suspeitas de manipulação no resultado do jogo.

 

O árbitro que apitaria o duelo entre esmeraldinos e tricolores seria Wagner Tardelli, da Federação do Rio de Janeiro, contudo, a CBF interceptou um envelope contendo dinheiro que estaria endereçado ao juíz e decidiu poupá-lo, optando por orientar a Comissão de Arbitragem a realizar um novo sorteio para o jogo decisivo de amanhã.

 

Em nota oficial, a entidade maior do futebol brasileiro comunicou que Jailson Macedo Freitas, da Bahia, apita o jogo entre São Paulo e Goiás no Bezerrão. Ele será aulixado por Alessandro Rocha Matos, também baiano, e Milton Otaviano dos Santos, do Rio Grande do Norte.

 

No mesmo comunicado, a CBF fez questão de isentar o árbitro Wagner Tardelli de culpa no episódio e afirmou que o seu departamento jurídico irá tratar do assunto para que "sejam apurados os fatos e identificados os responsáveis".

 

 

 

Sem mais artigos