O Brasil fez história nesta terça-feira no Mundial de Esportes Aquáticos de Barcelona na prova de 10 quilômetros em águas abertas ao conquistar a medalha de ouro e de prata, com Poliana Okimoto na primeira colocação e Ana Marcela Cunha em segundo.

A alemã Angela Maurer ficou na terceira posição. Ana Marcela Cunha e Poliana passaram a primeira metade da prova no primeiro pelotão mas um pouco afastadas das líderes.

No andamento da segunda metade, após 7 quilômetros e meio de percurso, Ana Marcela Cunha acelerou o ritmo e assumiu a liderança, seguida por Poliana, que nos momentos finais ultrapassou sua compatriota, terminando com um tempo de 1h53m19s2m, apenas três décimos na frente de sua adversária.

A prova foi de altíssimo nível e contava com a participação da campeã e da vice-campeã olímpica e da última campeã mundial. Poliana já tinha conquistado neste mundial a medalha de prata e Ana Marcela Cunha a de bronze nos cinco quilômetros em águas abertas

“Essa prova de 10 quilômetros é muito difícil, mais disputada. Vale muito a pena quando a gente consegue o objetivo, estou muito feliz,”, disse Poliana chorando muito.

Com o resultado a nadadora apaga má lembrança deixada pela prova dos 10 km dos Jogos Olímpicos de Londres, quando abandonou a competição.

“Muita gente queria me aposentar depois de Londres, após uma prova horrível que aconteceu lá”, afirmou Poliana.

Já Ana Marcela Cunha afirmou que também estava muito satisfeita, disse que Poliana tinha dado a volta por cima e elogiou os resultados obtidos pelas nadadoras brasileiras.

Brasil consegue ouro e prata na prova de 10km no Mundial de Esportes Aquáticos

Sem mais artigos