O futebol brasileiro vive um momento diferente em sua história. Depois de passar anos apenas cedendo jogadores para o exterior e assistindo pela TV os craques nacionais brilharem pelo mundo afora, os clubes do Brasil passaram a repatriar grandes jogadores.

Alguns no fim de carreira, outros com problemas nos clubes antigos e uma parcela que volta por saudade do país. Não importa o motivo, a verdade é que está cada vez mais comum ver jogadores que brilharam na Europa ou em outra parte do mundo retornarem ao Brasil.

Apenas nesse ano podemos citar Adriano, Luis Fabiano, Elano, Rivaldo e Ronaldinho como bons exemplos. Mas será que todo o retorno é bom? O Portal Virgula fez uma lista com cinco jogadores que retornaram ao Brasil e se deram bem e outros cinco que não deram a resposta esperada. Dê uma olhada.

Se deram bem

Adriano (São Paulo/Flamengo) – Apesar das várias polêmicas envolvendo Adriano fora de campo, nas duas vezes em que voltou da Itália para o Brasil, ele foi bem. Com o São Paulo, foi artilheiro do clube no período em que atuou. Já no Flamengo, conquistou o Brasileirão de 2009. Agora é a vez do Corinthians… 

Ronaldo (Corinthians) – Como o próprio Fenômeno disse em sua entrevista de despedida do futebol, o principal objetivo, que era conquistar a Libertadores, não foi conquistado. Mas dizer que a passagem de Ronaldo pelo Corinthians não foi boa seria leviano. O show de marketing, a enorme visibilidade conquistada e os títulos do Paulistão e da Copa do Brasil de 2009 falam por si só.

Robinho (Santos) – O Menino da Vila retornou no auge de sua forma e foi muito importante para dar respaldo aos novos meninos que surgiam (Ganso e Neymar). Com Robinho, o Santos faturou o Paulistão e a Copa do Brasil de 2010.

Elano (Santos) – Mal retornou ao time da Vila e Elano já mostrou que ainda tem muito futebol para mostrar. Mesmo sendo meia, é o atual artilheiro do Paulistão e uma das vozes experientes que comanda os garotos santistas.

Ronaldinho (Flamengo) – Também chegou há pouco tempo, mas já foi o suficiente para ser campeão da Taça Guanabara – inclusive marcando o gol da vitória de falta contra o Boavista. Mudou completamente o espírito do elenco flamenguista com a sua alegria e a moral também está grande: é o capitão do time.

Se deram mal

Rivaldo (São Paulo) – A estreia foi boa, com um golaço. Mas na sequência veio a contusão e Rivaldo agora parece estar sem espaço em um time com jovens revelações, como Lucas e Casemiro. Vai ser difícil a vida do tiozinho de 38 anos.

Deco (Fluminense) – Também começou bem, mas as seguidas contusões prejudicaram sua vida no Flu. O meia ainda pode reverter essa situação e está retornando lentamente ao time.

Beletti (sem clube) – O lateral que já rodou o mundo e vestiu camisas de clubes como Barcelona e Chelsea, atualmente está sem clube. Isso depois de ter retornado ao Brasil para atuar no Fluminense. Ele pouco atuou e, mesmo sendo campeão brasileiro, esteve no banco de reservas durante grande parte da competição.

Valdivia (Palmeiras) – O ídolo do Verdão ainda não conseguiu repetir as boas atuações que fez em sua primeira passagem pelo clube paulista. Depois de duas temporadas no Emirados Árabes, Valdivia foi prejudicado pela falta de ritmo e ainda sofre com contusões seguidas.

Rafael Sóbis (Internacional) – Depois de duas temporadas no Al Jazira, Rafael Sóbis retornou ao Internacional. Apesar de ter feito até gol na final da Libertadores de 2010, o atacante rendeu bem menos do que o esperado. As contusões também foram problema.

Sem mais artigos