A brasileira Érika Miranda ganhou da canadense Laurie Wiltshire por ippon nas quartas de final da categoria meio-leve (até 52kg) do judô neste sábado (29) e está na semifinal dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara.

No início da luta, a Laurie foi punida por falta de combatividade e, na sequência, a brasileira encaixou um golpe e conseguiu um wazari – a arbitragem primeiro deu o ippon, mas voltou atrás.

A menos de dois minutos para o final da luta, a canadense levou outra advertência, e a brasileira conseguiu um yuko (Wiltshire já tinha uma punição). Em seguida, a oponente levou outra advertência e a arbitragem

Se ganhar o ouro, a Érika pode ainda colocar o nome na história, já que o Brasil bateria o recorde de douradas em edições no Pan – o Brasil já igualou a marca de cinco douradas conquistadas em Indianápolis, em 1987, e em Santo Domingo, em 2003.

Érika tenta manter o bom desempenho do judô na competição disputada no México. Até agora, dez dos 11 judocas brasileiros que entraram nos tatames de Guadalajara saíram deles com uma medalha.

Cinco judocas ganharam o ouro: Luciano Corrêa (até 100 kg), Leandro Guilheiro (até 81 kg), Tiago Camilo (até 90 kg), Leandro da Cunha (até 66 kg) e Bruno Mendonça (até 73 kg).

Rafaela Silva (até 57 kg) e Rafael Silva (mais de 100 kg) levaram a prata. O bronze veio para Maria Portela (até 70 kg), Mayra Aguiar (até 68 kg) e Maria Suelen Altheman (acima de 78 kg).

Sem mais artigos