Apresentado na sexta-feira como novo técnico do Liverpool, o norte-irlandês Brendan Rodgers, que estava no Swansea, manifestou seu orgulho por estar à frente de um clube do qual destacou a tradição e os grandes jogadores com o qual poderá contar.

“Prometo que lutarei com minha vida pelas pessoas desta cidade. Espero que, com o tempo, chegue a ganhar o respeito delas e, se tiver sucesso, fiquei aqui durante muitos anos. Este é um clube muito especial e estou muito orgulhoso por trabalhar aqui”, declarou Rogers.

O treinador de 39 anos se destacou pela campanha do Swansea na última edição do Campeonato Inglês. Caçula na elite, a equipe terminou a competição em 11º lugar e em nenhum momento esteve ameaçada pelo rebaixamento.

Rodgers revelou que o tempo de contrato oferecido pelo Liverpool – três anos – foi determinante para que ele aceitasse o desafio de treinar uma equipe grande pela primeira vez na carreira.

“Para mim, era importante me comprometer com um projeto a longo prazo. Também me chamou a atenção os princípios que regem este clube: jogar um futebol atrativo”, disse Rodgers, que admitiu que sua nova equipe ” atualmente não está pronta para lutar pelo título inglês”.

Sob o comando do ídolo Kenny Dalglish, os ‘Reds’ terminaram o Inglês em oitavo lugar, a 18 pontos do terceiro colocado, o Arsenal, último time a se classificar para a Liga dos Campeões. A má campanha, porém, não impede que o novo treinador faça elogios ao elenco.

“Há muita qualidade neste grupo. Estou vivendo grande expectativa para começar a trabalhar com os grandes jogadores deste clube. Veja Steven Gerrard e Jamie Carragher, Pepe Reina e Craig Bellamy. Todos eles são jogadores de nível máximo”, considerou.

Embora vários nomes tenham sido especulados para substituir Dalglish, o presidente do clube inglês, Tom Werner, garantiu que apenas Brendan recebeu uma proposta oficial.

“Conversamos com diversas pessoas durante as últimas semanas, mas Brendan foi a única à qual oferecemos o cargo. Ele é nossa primeira opção e o treinador correto”, disse Werner em entrevista coletiva.

“Brendan é a 18ª pessoa que tem a grande honra de dirigir o Liverpool. Estou convencido que nossos torcedores ficarão encantados com seu estilo de jogo ofensivo”, acrescentou o presidente, que espera que o ex-técnico do Swansea imponha sua “excelente visão do futebol”.

O clube inglês anunciou também que o norte-irlandês será responsável pelo time principal, mas trabalhará em colaboração com a nova estrutura futebolística do clube, que terá um diretor esportivo a ser contratado. O holandês Louis Van Gaal é o mais cotado para assumir o posto.

Rodgers começou a carreira de jogador como zagueiro do Ballymena United, da primeira divisão da Irlanda do Norte, e foi negociado com o Reading, equipe pelo qual, aos 20 anos, sofreu uma grave lesão que o obrigou a abandonar os gramados.

Como treinador, passou pelas categorias de base do Chelsea. Depois, dirigiu as equipes principais de Watford e Reading até chegar ao Swansea, em 2010.

Brendan Rodgers se diz orgulhoso por ser o novo técnico do Liverpool

Sem mais artigos
Sair da versão mobile