Segundo o diário alemão “Bild”, o advogado Werner Leitner, que defende o zagueiro Breno, preso preventivamente por suspeita de incendiar a própria casa, está com depressão.

O profissional entrou com uma representação para tentar a liberação do jogador, do Bayern de Munique, e afirma que seu cliente “precisa de ajuda, não de detenção” e que “sua situação pessoal é muito difícil”.

Desta maneira, o incidente poderia se caracterizar como uma tentativa de suicídio ainda mais porque, no momento do incêndio, o jogador estava sozinho na residência. 

O clube, por meio de seu presidente, Uli Hoeness, endossou as palavras do advogado: “é inaceitável um mandado de prisão contra um jovem homem que está completamente arrasado”. Outro jornal, o “Sport 1”, afirma que além de outra lesão nos joelhos, o atleta também estaria em vias de se separar de sua esposa, Renata.

Sem mais artigos