Hulk pode não ter caído nas graças dos torcedores
brasileiros, sendo alvo constante para ser substituído nos estádios em que o Brasil jogou nesta Copa
das Confederações e nos amistosos contra Inglaterra e França.

Porém, mesmo com sua fraca temporada no Zenit São Petersburgo,
há um grande mercado para o atacante, e três dos mais ricos clubes europeus “brigam”
para ver quem contará com o brasileiro na próxima temporada. Segundo informações
do site do jornal italiano La Gazzetta dello Sport desta quinta-feira (20),
Chelsea, Paris Saint-Germain e Monaco estão atrás do futebol do atleta.

José Mourinho, que retornou ao Chelsea, já disse que quer o
atacante. Na notícia que o diário Daily Star publica hoje, o técnico português
fez um pedido expresso aos cartolas do Blues: “Deem-me Hulk!”.

Porém, o que dificulta para os ingleses é o pedido do Zenit:
R$ 191 milhões para cedê-lo em definitivo. Apesar disso, o magnata que manda
nos negócios do Chelsea, Roman Abramovich, tem bons contatos com a Gazprom,
principal acionista do clube russo, o que pode facilitar o negócio.

A alta pedida dos petersburgueses não é vista como problema
para o PSG e o Monaco, que tem cofres cheios advindos de iniciativas árabes e
podem melar o sonho em Stamford Bridge.

Até agora, o valor máximo oferecido pelos três clubes por
Hulk chegou aos R$ 118 milhões.

‘Briga’ para ter Hulk envolve Chelsea, PSG e Monaco, segundo jornal

Sem mais artigos